quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

COPA VERÃO - VP FUELS 2014 - CRONOGRAMA E REGULAMENTO!






















Neste sábado teremos a realização da Copa Verão - VP Fuels patrocinada pela nossa parceira Hotestantes Brinquedos e Hobbies dos irmãos Luiz Carlos e Luiz Francisco Andrade Lima.  A Copa Verão - VP Fuels é a primeira das quatro copas que teremos até o início do Campeonato Paranaense 1/8 GT em junho.

A previsão do tempo para este final de semana, de acordo com o Simepar, é de "Parcialmente nublado com chuvas e trovoadas" o que não deve impedir a realização da Copa, a não ser que a Direção de Prova considere que não haverá condições para uma condução segura.

Nesta Copa Verão - VP Fuels serão premiados com troféus os 3 primeiros colocados e o piloto que fizer a volta mais rápida das duas baterias.

O cronograma para o sábado de prova será:


8:00 – Preparação da Pista – Inscrições
9:00 – Inicio dos treinos Livres.
11:30  – Tomada de tempo
12:00 até as 14:00 – Pista livre e almoço.
14:05 – 1º Hit 1/8 GT – duração de 25 minutos
14:35 -  pista livre
15:35 – 2º Hit 1/8 GT – duração de 25 minutos

16:30 – Premiação 

A seguir publicamos o regulamento que valerá para todas as Copas de 2014:

COPA VERÃO 2014
COPA OUTONO 2014
COPA DA PÁSCOA 2014
COPA DAS MÃES 2014
Categoria 1/8 GT

Regulamento

Técnico e de Prova

Versão 1.0 / 2014
A organização da Categoria 1/8 GT adota como principio básico a igualdade competitiva, privilegiando o melhor piloto e não o melhor equipamento, promovendo o hobby e o bem estar social dos participantes.
As hipóteses não previstas neste regulamento serão decididas pela Comissão de Corridas.
Os membros da Comissão ficam encarregados de preparar adendos sobre situações não previstas neste Regulamento. O Diretor de Prova terá total autonomia para modificar o cronograma se julgar necessário para o bom andamento do evento. Esperamos que com esse regulamento todos possam ter as mesmas condições de competitividade
1 – INTRODUÇÃO
Serão realizadas quatro Copas da Categoria 1/8 GT durante 2014 e não contarão pontos para o Campeonato Paranaense 1/8 GT 2014.
2 – CIRCUITOS e DATAS
As Copas terão início a partir do mês de fevereiro nas datas e locais divulgados no site da CAAR (www.caarrc.com) e no blog GT2PARANÁ (www.gt2parana.blogspot.com).
3 – REGULAMENTAÇÕES DAS CORRIDAS
3.1 – Horários das Atividades
3.2 – As atividades dos pilotos/mecânicos só poderão iniciar-se a partir das 08h00minh e poderão estender-se, no máximo, até às 18h00min h.
3.3 – Tomada de tempo:
Até 12 pilotos: A tomada de tempo terá duração de 5 minutos, com largada lançada nominalmente dos boxes pelo diretor de prova, cada piloto terá seus 5 minutos contados a partir da primeira passagem pela linha do sensor. A partir daí, estará aberta a contagem de 5 minutos para o piloto, valendo o maior número de voltas. O critério de desempate será o menor tempo para completar as voltas.
Caso não tenhamos mecânicos suficientes para todos os pilotos, a Comissão de Corridas poderá determinar que a tomada de tempo seja dividida em dois grupos de pilotos, de modo a que um grupo possa fazer o atendimento de Box para o outro.
Para mais de 12 pilotos, serão necessárias duas tomadas de tempo, com a duração de 5 minutos para cada tomada e mesmos critérios. As tomadas de tempo serão dividas pela quantidade de pilotos.
3.4 – A CATEGORIA GT PRESCINDE, NA MAIORIA DOS CASOS, DE GANDULAS. ASSIM SENDO, SE NÃO TIVERMOS PESSOAS PARA GANDULAR, O MECÂNICO SERÁ RESPONSÁVEL POR APANHAR E RECOLOCAR O SEU CARRO NA PISTA.
3.5 – Formato de corrida:
Até 12 pilotos e caso tenhamos mecânicos suficientes, a corrida constará de duas baterias com duração de 25 minutos cada.  Ao final das duas baterias serão apurados os vencedores da Copa.
Caso não tenhamos mecânicos suficientes, a corrida constará de duas baterias para cada grupo de pilotos definido de acordo com os critérios para provas com até 24 pilotos, a seguir definida.
 Até 24 pilotos a corrida constará de duas baterias para cada grupo de pilotos.
As baterias terão duração de 25 minutos.
         A distribuição dos pilotos para os grupos será feita de acordo com os tempos obtidos na tomada de tempo. Exemplo:
1º colocado na tomada – 1º lugar no grid GRUPO A
2º colocado na tomada – 1º lugar no grid GRUPO B
3º colocado na tomada – 2º lugar no grid GRUPO A
4º colocado na tomada – 2º lugar no grid GRUPO B
5º colocado na tomada – 3º lugar no grid GRUPO A
6º colocado na tomada – 3º lugar no grid GRUPO B
7º colocado na tomada – 4º lugar no grid GRUPO A
8º colocado na tomada – 4º lugar no grid GRUPO B
9º colocado na tomada – 5º lugar no grid GRUPO A
(...) E assim sucessivamente.
3.6 – Todos os pilotos disputarão duas baterias de 25 minutos cada e ao final delas é que será conhecido o campeão da Copa.
3.7 – Cada piloto é responsável pelo seu sensor, carro e equipamento. É permitido a presença de até dois mecânicos por carro embaixo do giral.
4 – PONTUAÇÃO:
PARA ATÉ 12 PILOTOS
PONTUAÇÃO POR HEATS (BATERIAS)
4.1 – Cada piloto receberá uma pontuação em cada bateria final, com valor inicial igual ao número de pilotos e decrescente dependendo do número de participantes de cada bateria.
Exemplo 12 pilotos:
1º – 12 pontos
2º – 11pontos
3º – 10 pontos
4º – 09 pontos
:
:
12º - 01 ponto
4.2 – No caso em que os pilotos sejam divididos em dois grupos, a pontuação do heat será atribuída ao final da primeira bateria dos grupos A e B.  Ou seja, atribuem-se os pontos de 12 até 1 mesclando os resultados de cada piloto do grupo A com o grupo B.
4.3 – O mesmo será feito ao final da segunda bateria dos grupos A e B.
4.4 – DC = DESCLASSIFICAÇÃO: O piloto que for punido com a desclassificação do Heat, perderá os pontos somente do Heat.
4.5 – A classificação final da Copa será a soma dos pontos obtidos nas duas baterias, de acordo com os critérios acima, determinando assim as posições finais da Copa.  O piloto pole position receberá 1 ponto extra.
4.6 - Em caso de empate na pontuação dos heats ou final, os critérios de desempate serão na ordem:
1. Maior número de voltas no heat  ou na soma dos heats.
2. Menor tempo para atingir o maior número de voltas
3. Melhor colocação na Tomada de Tempo
4.7 – Tempo das Provas - 25 minutos
PARA ATÉ 24 PILOTOS
4.8 – A classificação dos heats e final,  para até 24 pilotos obedecerá os mesmos critérios definidos nos itens 4.2 a 4.6 acima.
5 – PROCEDIMENTOS DE CORRIDA
5.1 – Largada nas tomadas de tempo, o Diretor de Prova irá autorizar a largada de cada piloto nominalmente dos boxes. A prova terá duração de 5 minutos, com início dos 5 minutos cronometrados a partir do momento que o piloto passar pela primeira vez na linha do sensor, que se encontra próximo a cabine de cronometragem.
5.2 – Nos demais heats, o Diretor de Prova fará uma contagem regressiva iniciada em cinco e ao chegar a um os pilotos aguardarão o "start" do Diretor de Prova para largar. Os carros largarão da pista, na formação do grid tipo Le Mans.
6– SOLICITAÇÕES DE TEMPO
6.1- Não será permitida a solicitação de tempo por nenhum piloto em nenhum Hit, a única exceção será no caso de houver mais de 12 pilotos participantes do evento, no HEAT FINAL poderá ser solicitado apenas um pedido de tempo de 10 minutos, para reparo de equipamento. Durante este período a pista ficará fechada.
6.2- Este tempo extra deverá ser solicitado até 3 minutos antes do alinhamento dos carros no grid de largada. O Diretor de Prova informará aos pilotos o término do prazo para a solicitação de tempo, e a partir deste momento, os carros que não conseguirem alinhar no grid, deverão largar dos boxes após a autorização do Fiscal de Pista.
6.3 - O piloto que fizer a solicitação deverá largar na última posição do grid e o seu lugar ficará vago. Na impossibilidade, deverá largar do seu Box, após a autorização do diretor de prova.
7–TÉRMINO DO HEAT E TOMADA DE TEMPO
7.1 – A direção de prova poderá efetuar uma vistoria técnica a qualquer carro durante o dia todo. Seja em tomadas de tempo ou heats. Todos os carros devem aguardar a liberação pelo diretor de prova ou inspetor técnico. O piloto que retirar o carro antes do tempo determinado será desclassificado do heat. Todos os pilotos que tiverem seus carros vistoriados podem acompanhar a vistoria técnica.
8 – INSCRIÇÕES
 No momento da inscrição, cada piloto receberá dois (02) jogos de números de registro que deverá ser utilizado durante todo o evento. Este número, com fundo branco e o digito em preto, deverá ser fixado no para-brisa dianteiro do carro e nos vidros laterais traseiros. Se houver a possibilidade, o piloto poderá escolher seu número.
9 – POSIÇÕES NO PALANQUE
9.1 – Os pilotos serão chamados pelo diretor de prova e devem se posicionar no palanque de acordo com a ordem de largada. O pole escolhe sua posição por primeiro e assim por diante até todos estarem posicionados.
10 – FREQUÊNCIAS DE RADIO
10.1 – Cada piloto deverá ter, obrigatoriamente, duas frequências diferentes para a inscrição. Exceto rádios 2.4GHz.
10.2 – Em caso da ocorrência de frequências iguais durante as tomadas de tempo, o Diretor de prova deverá chamar os pilotos e propor a troca de frequência dentro do espírito esportivo. Caso não ocorra a troca, haverá a retenção dos rádios pelo diretor de provas.
10.3 – Nos heats a preferência absoluta é do piloto que estiver mais bem classificado na Copa não cabendo recurso.
10.4 – É permitido o uso do equipamento DSM de modulação de frequência (2.4GHz). *No caso de troca de frequência a direção de prova concederá 10 minutos para o piloto realizar a troca.
10.5 – É proibido a permanência de pilotos e mecânicos na torre de cronometragem durante toda a prova
11 – SENSORES
11.1 – Os sensores utilizados serão de total responsabilidade dos pilotos. Portanto é solicitado ao piloto que faça a correta instalação do sensor no carro e que zele pela conservação e limpeza do mesmo.
12 – REGISTROS E VISTORIA TÉCNICA
            Será realizada uma vistoria técnica no inicio das atividades.  Após cada heat será verificado somente o peso do carro e os pneus obrigatórios para o evento.
12.1 Todos os pilotos deverão fazer o registro do seu carro, rádio e número de sensor.
12.2 É responsabilidade de o piloto ter seu carro dentro das especificações técnicas do Campeonato.
12.3 Caberá somente ao piloto participante solicitar ao Diretor de Prova vistoria técnica suplementar de qualquer carro. Para isso, deverá proceder da seguinte forma:
12.4 Pagar uma taxa no valor da inscrição da prova.
12.5 Estar participando da prova.
12.7 Preencher formulário próprio.
12.8 Caso não seja procedente a reclamação, o piloto solicitante arcará com os custos da vistoria em favor do dono do carro vistoriado. (Ex: inutilização de qualquer peça, pneu, roda, motor ou acessório do carro para que a vistoria seja procedida).
12.9 Caso seja procedente a reclamação, o Diretor de Prova desclassificará o piloto envolvido do Heat, de acordo com a gravidade do fato, e o requerente não arcará com qualquer custo da vistoria, tendo o valor pago pela taxa de vistoria reembolsada.
12.10 A presença dos envolvidos durante a solicitação de vistoria e julgamento é obrigatória.
12.11 A direção de prova também poderá realizar vistorias técnicas dirigidas a qualquer carro quando ocorrer significativa discrepância dos tempos comparados entre pilotos do mesmo nível, com as mesmas consequências anteriormente descritas.
12.12 – Cada piloto poderá apenas utilizar um único carro, não é permitido trocar de carro e nem de chassis durante a prova. O piloto pode trocar peças como cardã, bandejas entre outras excluindo o chassis do carro.
13 – CHUVA
Caso ocorra chuva antes do início do evento, os pilotos deverão preparar seus automodelos para disputarem os Hits. A categoria 1/8 Rally Game/GT não possui limitações para se disputar eventos em pista molhada. Em situações de Chuva, a prova irá prosseguir normalmente, uma prova é considerada completa desde que tenham sido realizadas as tomadas de tempo. A posição geral da Copa será então a mesma obtida nas Tomadas de Tempo.
13.1 – A prova irá ocorrer com pista molhada, mas apenas em caso de chuva torrencial, com muitas poças na pista e/ou condições extremas de pilotagens a prova será cancelada e/ou prorrogada.
13.2 – Deverá ser aguardado o horário limite de 11:00hs para cessar a chuva torrencial e dar continuidade à competição.
13.3 Persistindo a chuva torrencial, a Organização poderá cancelar a prova e verificará a possibilidade de se marcar nova data para a realização da Copa.
13.4 Caso ocorra chuva durante a competição.
13.5 Caberá ao Diretor de Prova a observância dos princípios de igualdade de condições para todos os pilotos e a decisão de interromper a corrida.
13.6 – Chuva nas tomadas de tempo:
13.7 No caso de interrupção de uma tomada de tempo em virtude da chuva, todos os tempos da mesma bateria que se interrompeu serão cancelados, a fim de preservar a igualdade de condições.
13.8 No caso da impossibilidade de se realizar os heats, será considerado como resultado final, a classificação das tomadas de tempo.
13.9 - Chuva nos Heats:
13.10 No caso de interrupção de um heat em virtude de chuva torrencial, todos os tempos da mesma bateria que se interrompeu serão cancelados, a fim de preservar a igualdade de condições. Aguardar 60 minutos e se houver condições, reiniciar a corrida com o mesmo "grid" anterior.
13.11 Se após 60 minutos não tiver condições para continuar, a prova será encerrada.
13.12- Em caso de chuvas torrenciais após um heat ou mais serem realizados considera-se o resultado final da Copa a soma total da pontuação obtida nos heats já realizados.
14- PANES NO SISTEMA DE CRONOMETRAGEM
14.1 – Serão adotados os mesmos procedimentos para o caso de chuva (item 15). Caberá à Organização da Prova a decisão final.
15 – PENALIZAÇÕES
15.1 – Serão aplicadas, pelo Diretor de Prova, aos pilotos ou membros de sua equipe quando do não cumprimento do regulamento.
15.2 – Salvo as penalizações previstas que não cabem recurso, as demais caberão recurso, em formulário próprio, dirigido à Organização, resguardando assim o princípio da ampla defesa.
As penalizações serão divididas em:
15.3 – Advertência Verbal: o Diretor de Prova comunicará a penalização da seguinte forma:
Piloto XXXX, você esta sendo advertido verbalmente por XXXXXXXX. Enquadra-se nessa categoria de penalização os casos em que não há interferência no desempenho dos pilotos adversários, como:
a) obstruir, sem insistência, a passagem de piloto mais rápido;
b) tocar um carro adversário de maneira brusca, sem que o mesmo perca sua posição;
15.4 – Stop and Go: o Diretor de Prova comunicará a penalização da seguinte forma: Piloto XXXX, "Stop and Go", você esta sendo penalizado por XXXXXXXX. Enquadra-se nessa categoria de penalização os casos que interfiram no desempenho dos pilotos adversários, ou em faltas consideradas graves, como:
a) piloto retardatário obstruir, com insistência, a passagem de piloto mais rápido;
b) usar termos de baixo calão (tanto o piloto quanto integrante de sua equipe);
c) tocar um carro adversário de maneira brusca, acarretando a perda de posição do outro piloto;
d) ao receber 02 advertências verbais no mesmo dia da corrida;
e) falta de condições técnicas do equipamento e/ou pilotagem de forma a causar prejuízos (acidentes graves) aos demais pilotos;
f) queima de largada (qualquer movimentação do carro antes da autorização de largada);
g) Parar os carros com os pés;
h) Realizar reparos na pista;
i) Pilotar de forma que interfira no resultado da corrida. Espera deliberada por outro carro será considerado como delito grave e resultará em imediata desclassificação.
j) O não cumprimento de realizar a função de gandula em sua vez. (Se não houver gandulas disponibilizados pela CAAR).
15.5 – Desclassificação
15.5.1 – Deixar de apresentar o veículo quando solicitado para a vistoria após as tomada de tempo e Heats.
15.5.2 – Receber 03 “stop and go” na mesma Copa;
15.5.3 – Estar com o carro fora das Especificações Técnicas.
15.5.4 – Insistir em manter o carro com algum problema técnico (Ex.: pipa mal conectada, algo que interfira na estabilidade do carro, etc.) na pista, colocando em risco a posição dos pilotos adversários.
15.5.5 – Não pagamento da taxa de inscrição da Copa;
15.5.6 – Nos casos de agressões verbais descontroladas;
15.5.7 – Nos casos de condutas irregulares intencionais e atitude antiesportiva durante a Copa;
15.5.8 – Passar o sensor na antena de captação do sinal. Visando se beneficiar , de má fé , durante a competição.
15.6 – Eliminação do Copa
15.6.1 – Nos casos de agressões físicas.
16 – COMO CUMPRIR O STOP AND GO
16.1 – O piloto deve entrar pela pista de rolagem dos boxes, parar completamente o carro no Box na área de penalização pré-definida e retornar pela área do Box até a pista novamente após liberação do diretor de prova.
16.2 – O piloto penalizado terá três voltas para cumprir o Stop and Go.
16.3 – Caso falte menos de três voltas para o término da prova, e o piloto não cumpriu sua penalização, o piloto terá diminuído uma volta de seu total de voltas completadas até o momento, sem direito a recurso.
16.4 – Durante o Stop and Go, ninguém poderá fazer nenhum reparo no carro.
17 – PONTUAÇÃO SOB PENALIDADE
O piloto perderá a pontuação do Heat.
18 – PROTESTO
18.1 – Somente será aceito o protesto por escrito e com o formulário apropriado e encaminhado em mãos ao diretor de prova.
18.2 – Prazos para encaminhamento do protesto: 10 minutos após o término do heat em questão.
18.3 Todo protesto será respondido por escrito.
19 – CANCELAMENTO DE PROVA.
No caso de uma Copa ser cancelada, a organização verificará a possibilidade de se marcar nova data para a realização da Copa.
20 – PREMIAÇÃO
A cada Copa serão premiados os três primeiros colocados.
21 – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
21.1 – CHASSI
Permitido qualquer chassi 1/7 e 1/8 baseado em buggy/truggy , desde que possua eixo cardã (Qualquer marca ou conversão de off Road será permitida) e bitola máxima de 310mm e entre eixos de 390mm.
21.2 – BOLHAS
Qualquer bolha disponível no mercado, desde que possua formas baseadas em um carro turismo e/ou GT, duas ou quatro portas ,representando um carro 1/1 , não serão permitidas bolhas tipo protótipo. A bolha deverá ser fabricada com material flexível.
21.3 – PNEUS
Apenas pneus de borracha nacionais serão permitidos. Os pneus deverão estar respeitando o limite de largura da bolha, não será permitida a utilização de qualquer material para aumentar a largura da bolha de modo a acomodar pneus que estejam desrespeitando o limite de largura da bolha. Pneus de espuma não serão permitidos.
SÓ SERÁ PERMITIDA A UTILIZAÇÃO DE um JOGO DE PNEU DURANTE TODA A PROVA, os pneus escolhidos pelo competidor serão lacrados no início da prova e conferidos a cada hit que participarem durante a prova.  O piloto deverá escolher um pneu usado para ser lacrado e usado em caso de dano ou decapagem de um pneu do carro. Antes da troca a Direção de Prova deverá avaliar o pneu danificado e o reserva para autorizar ou não a troca.
21.4 – CAPACIDADE DO TANQUE
Todos os carros poderão ter apenas um tanque de combustível, com capacidade máxima de até 150 ml.
21.5 – EMBREAGEM
Não será permitida a utilização de embreagens tipo centax, apenas embreagem de duas, três, quatro sapatas utilizadas em buggys serão aceitas.
21.6 – MOTORES
Serão permitidos motores de. 21 a.28, cujo preço no exterior não ultrapasse US$260,00. Para estes motores será liberada a utilização de transmissão de duas marchas.
Motores acima desta especificação de preço e até U$ 300,00 poderão participar da competição desde que utilizem APENAS transmissão de uma marcha.
21.7 – PIPA
Qualquer pipa especificada para motores. 21 até. 28 serão permitidas, desde que homologadas pela IFMAR/EFRA ou originais de modelos RTR.
21.8 – FILTRO
Será obrigatório o uso de filtro INS BOX.
21.9 – PESO
Todos os modelos deverão ter no mínimo 3.500 gramas com toda eletrônica embarcada, bolha, pneus, SEM COMBUSTÍVEL NO TANQUE.
21.10 – TRANSMISSÃO
Permitido apenas chassis com tração 4x4 e transmissão por eixo cardã.
22 – TELEMETRIA
22.1 Não é permitido o uso de qualquer dispositivo eletrônico, exceto os seguintes: Dois canais do receptor que serão usados para operar direção, acelerador e freio. Quaisquer sistemas de gravação de dados poderão ser usados somente até o final dos treinos livres.
22.2 – O uso de dispositivos de controle de tração, suspensão ativa e quaisquer controles de direção auxiliados por giroscópio/ sensor de força G é estritamente proibido. São permitidos somente sensores para coleta de dados e não para ajuste do desempenho do carro em movimento.

18 comentários:

Nico disse...

Não tem super final, certo? Então também não tem pedido de tempo, é isso. E o critério de desempate é o maior número de voltas ou a soma das voltas da primeira com a segunda bateria?

Luiz Gustavo disse...

Nico,
não temos super final. Sempre serão disputadas duas baterias mesmo que tenhamos mais de 12 pilotos. Serão divididos em 2 grupos e cada grupo disputará 2 baterias. Após a disputas das duas baterias será feita a mesclagem dos resultados e teremos a classificação final.
O critério de desempate é o maior número de voltas do heat para mesclagem dos heats e maior número total de voltas para desempate final, na somatória das duas baterias.

Anônimo disse...

Gente, e esse tempo ? Sei não heim....

Anônimo disse...

http://www.climatempo.com.br/previsao-do-tempo/cidade/271/curitiba-pr

Anônimo disse...

Pessoal sei que no regulamento indica que na hora tem que ver as condições para realizar a prova. mas sair aqui de paranagua com um clima totalmente desfavorável é complicado. A previsão é chuva o dia inteiro.. favor confirmar para que eu possa subir a serra..

Obrigado

Abço

Braulio

Hot Estantes disse...

Galera.....tbm fico de mãos atadas, pois creio que o tempo não vá melhorar, e conhecemos a pista depois de muita chuva....é curvão cheio de água. Somente quem pode decidir é o " Seu Luiz". Fico tbm no aguardo.

Márcio Sanita disse...

Fala povo... Conhecendo um pouco o clima da região acho que amanhã vai ser água, talvez não muito forte, mas o dia todo. Da forma que a chuva chegou bem como a previsão do tempo mostra dificilmente teremos dia sem chuva.
Concordo com o pessoal da Hot Estantes pois já estivemos em um sábado onde na sexta choveu muito e foi impossível drenar o curvão.
Com relação aos Brothers de Paranaguá nem se fala, é um risco enorme de gastar uma grana subindo e não poder colocar o carro na pista!!!
Bráulio, você tem meu contato (por via das dúvidas colocarei em MP do RC Masters), pode me ligar amanhã (qualquer hora) antes de sair que atualizo como está o tempo (apesar de achar que vai chover direto).
Eu já combinei inclusive o horário com o Guto, mas se chover muito acho que não vale a pena. Aí passa de diversão a sofrimento para pilotos e mecânicos.
Um forte abraço.
Marcio

Hot Estantes disse...

Fala Marcião !!!! Blz Guri!!! Estamos aqui a cada meia hora, dando uma olhada no Blog para ver o que o pessoal acha. Estamos no Facebook tbm. Fica o convite https://www.facebook.com/profile.php?id=100003909707841&ref=tn_tnmn
Forte abrç

Anônimo disse...

É acho que segue o baile, vou dormir, at amanhã na pista. Boa noite a todos !!!

Ass: Chico Lima

Márcio Sanita disse...

Dia povo!!!
Araucaria 07:10h - Chuva fina, asfalto molhado e tals...
Tempo nublado.
Marcio

Anônimo disse...

Teremos corrida então?

Luckyan Quintino

Hot Estantes disse...

Galera aqui no Sta Candida está chovendo fino tbm. Como faremos? Seu Luiz é o responsável e não consegui falar com ele. Se quiserem podem me ligar no 9205.0331 Abrç Luiz

Anônimo disse...

Bom dia amigos, Curitiba... 7h49min, frio ... sem chuva... tempo nublado.

Alexandre Quintino

Anônimo disse...

No água verde o céu está bem cinza, mas sem chuva.

Luckyan Quintino

Hot Estantes disse...

Alguem poderia ligar para o seu Luiz, para decidirmos, pois creio que não tem nada a ver toda essa logisitca, para perder a viagem. Mas se for decidido que terá a prova estou aqui com tudo pronto, já me deslocando para a Região do Boqueirão .

Hot Estantes disse...

Pessoal....acabei de ligar p/ meu irmão CHICO. Decidimos que vamos ao Thalia.....para esperar a decisão dos diretores de prova se haverá corrida ou não. Luiz

Anônimo disse...

estamos indo para o thalia

Luckyan Quintino

Anônimo disse...

Copa Cancelada !!! Sr Luiz vai postar a reportagem no blog e fotos de que foi na esperança de correr. Que venha a próxima Copa Outono Vp Fuel ! Ass. Chico Lima.