segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Sugestão de alterações no regulamento para mais de 12 pilotos






Após a realização da 3ª etapa e apesar de seguirmos o regulamento para mais de 12 pilotos, foi praticamente unanime a reclamação dos pilotos que não gostaram de correr uma semifinal e somente 12 pilotos irem para a final.  Todos gostariam de correr duas baterias de 25 minutos e o vencedor seria determinado no cruzamento dos resultados das duas baterias.

Assim sendo, como sugestão para ser levada a aprovação pelos pilotos participantes da 1/8 GT, publico abaixo uma sugestão de regulamento para mais de 12 pilotos até o limite de 24 pilotos.  Só estão reproduzidos abaixo os itens que foram alterados no regulamento:

3 – REGULAMENTAÇÕES DAS CORRIDAS
3.1 – Ho.......
3.2 – As atividades ......
3.3 – Tomada de tempo:
Até 12 pilotos: A tomada de tempo terá duração de 5 minutos, com largada lançada nominalmente dos boxes pelo diretor de prova, cada piloto terá seus 5 minutos contados a partir da primeira passagem pela linha do sensor. A partir daí, estará aberta a contagem de 5 minutos para o piloto, valendo o maior número de voltas.
Para mais de 12 pilotos, serão necessários duas tomadas de tempo, com a duração de 5 minutos para cada tomada e mesmos critérios. As tomadas de tempo serão dividas pela quantidade de pilotos.
3.4 – A CATEGORIA .....
3.5 – Até 24 pilotos: O formato de corrida contará com duas baterias para cada grupo de pilotos.
As baterias terão duração de 25 minutos.
         A distribuição dos pilotos para os grupos será feita de acordo com os tempos obtidos na tomada de tempo. Exemplo:
1º colocado na tomada – 1º lugar no grid GRUPO A
2º colocado na tomada – 1º lugar no grid GRUPO B
3º colocado na tomada – 2º lugar no grid GRUPO A
4º colocado na tomada – 2º lugar no grid GRUPO B
5º colocado na tomada – 3º lugar no grid GRUPO A
6º colocado na tomada – 3º lugar no grid GRUPO B
7º colocado na tomada – 4º lugar no grid GRUPO A
8º colocado na tomada – 4º lugar no grid GRUPO B
9º colocado na tomada – 5º lugar no grid GRUPO A
(...) E assim sucessivamente.
3.6 – Todos os pilotos disputarão duas baterias de 25 minutos cada e ao final delas é que será conhecido o campeão da etapa.
3.7 – Cada piloto ....
4 – PONTUAÇÃO:
PARA ATÉ 12 PILOTOS
PONTUAÇÃO POR HEATS (BATERIAS)
4.1 – Cada piloto ....
Exemplo 12 pilotos:
1º – 12 pontos
2º – ......
4.2 – Ao término....
1. Melhor ....
2. Volta mais .....
4.3 – Tempo das...
PARA ATÉ 24 PILOTOS
4.4 – A classificação final será a somatória de voltas do piloto nas duas baterias em que participou. Assim sendo o piloto campeão da etapa será o que tiver feito o maior número de voltas na somatória das duas baterias que tenha disputado.
4.5 – Em caso de empate no total de voltas das duas baterias, os critérios de desempate serão na ordem:
            1. Maior número de voltas na Tomada de Tempo
            2. Persistindo o empate, o que fez em menor tempo
            3. Persistindo o empate, o que fez a volta mais rápida valendo a volta mais rápida de                                         qualquer heat
Explicando melhor:
- o total de voltas feitas pelo piloto na primeira bateria será somado ao total de voltas feitas na segunda bateria;
- ao final, quando todos os pilotos já tiverem feito suas duas baterias, será feito o cruzamento das somatórias das voltas feitas nas duas baterias;
- o piloto que tiver feito mais voltas na somatória das duas baterias será o campeão. Ocorrendo empate na quantidade de voltas o melhor piloto será determinado seguindo os critérios de desempate.
Concluindo:
Esta é uma sugestão para que possamos discutir e aprovar esta alteração no regulamento se possível já para a etapa deste final de semana.

Postem sua sugestão ou aprovação como comentário neste blog e, por favor, não esqueçam de se identificar.  Não poderemos considerar opiniões ou votos anônimos.

Pilotos, vamos às suas considerações!


15 comentários:

Anônimo disse...

Olá Amigos do Hobby!!!
Percebo uma grande evolução na parte de regulamento!!!!
A categoria GT tem como premissa ser uma categoria Barata, e de Grande Disputa a nível de Pilotagem, percebo que ao previlegiar a somatória de voltas das duas Baterias será a forma mais Justa de termos aí o melhor do dia!!!
Sendo não o mais rápido somente, mas o que sabe levar seu carro até o final dos Hits.
O Piloto que prime pela manutenção e pela pilotagem que conserve o equipamento, que saiba economizar o carro e seus periféricos andando rápido.
O mecânico que saiba revisar o carro para aguentar os 80 minutos totais!!! Pois são 5 de tomada, 15 de aquecimento de cada hit, 50 de corrida!!
Com minha experiência, nos GTs, posso dizer que sem um programa de manutenção sério os carros não aguentaram!!!
Será normal percebermos carros fortes que terão problemas durante as provas.
Mas vamos lá pessoal !!!
Ass,Marcel Silva

Anônimo disse...

faço as palavras do MArcel minhas mas concordo seu Luiz com os critérios novos para regulamento espero que todos concordem para que não fique uma situação onde meia dúzia concorde e depois 200 reclamam regulamento feito regulamento seguido para evitar as virgulas no meio do caminho poderemos agora então dar o ponto final um abraço a todos

att, djalma

Chico Lima disse...

Concordo, e gostaria tmb que o diretor de prova ficasse mais atento aos "totós" e as imprudênias na pilotagem para o stop an go, ao término da tomada de tempo e das baterias os carros fiquem retidos com o diretor de prova para vistoria de peso,lacre de pneus e motor. Ai fechou.

E Marcel abra a mão e coloque mais borracha nesses pneus porr....rs.

Chico Lima.

Luiz Gustavo disse...

Apesar de não ter colocado nesta minha proposta, para não complicar, gostaria de acrescentar mais uma sugestão:
- a segunda bateria seria de cada grupo seria composta por sorteio entre todos os pilotos dos grupos.
- a ordem de largada seria obedecida a posição de cada um dos sorteados na sua bateria anterior. Em caso de empate seria utilizado o critério de desempate.
Com esta forma seria quase como correr todos contra todos. Na forma como consta no regulamento quem correr no grupo A estará teoricamente correndo com os mais fortes.

Anônimo disse...

Concordo com a proposta apresentada.
Ass.:Luckyan Quintino

guga disse...

achei legal todas essas idéias ... queria aki deixar uma idéia para que talvez fosse testada em um futuro campeonato ou até mesmo nesse de 2013 .... testar novas idéias não mata ninguém , a largada lançada foi testada em um dia que não tinha nenhum macanico para largar os carros ... e foi muito louca !!! divertiu a galera k k k k k k apesar de ter sido abolida k k k
a idéia que trago seria em torno de uma classificação (tomada de tempo) valendo o tempo de volta e não o aproveitamento total ... alguns podem dizer ... pra que isso e tal do jeito que está jah está bom ... etc ?? isso traria para a competição um toque da F1 , e para os pilotos , uma nova perspectiva e desafio surgiria ... a busca da volta mais rápida ... onde teriamos os mesmos 5 ou mais(limite max de 10)minutos para marcar a melhor volta , podendo abortar tentativas ,entrar nos boxes sem se preocupar com numero de voltas , pequenos ajustes poderiam ser feitos em carburação , suspensão etc ... ao final do tempo estabelecido , coletariamos os dados de tempo de todos os pilotos para ver o POLE do dia ... assim poderiamos ver a galera cutucando forte e buscando o limite de cada conjunto piloto/carro .... depois na corrida sabemos que a pegada seria mais tranquila visando trazer os carros até o fim das baterias finais ...

somente como idéia ok .... abração a todos e até sabadão !!!
att
guga

Chico Lima disse...

Guga, sobre a tomada de tempo "vc falou e disse" é assim mesmo que era quando eu corria de elétrico e assim que teria que ser hj na Gt.

Chico Lima

Anônimo disse...

Pessoal, a tomada de tempo se for pra se alterada, acredito que o mais correto seria o formato utilizado nas provas Off Road, e acho que até na elétrico atualmente, sendo válido as 3 melhores voltas CONSECUTIVAS, ou seja, o piloto tem que ser rápido e constante . O sistema de cronometragem oferece esse recurso.

Att
Marcos Silva

guga disse...

é galera ... é por ai que as coisas se encaminham para uma melhora ... tanto na parte do conforto de quem compete ( me refiro ao formato das provas em discussão ) podendo a gente tocar o campeonato a um baixo custo , sem a utilização de gandulas , o que deixa o pessoal mais relaxado , pois são menores as necessidades , porém contamos com a ajuda e a colaboração de todos ... o que jah acontece com todo o grupo .... o que é show !!!
falando na tomada de tempo , ambas as opções citadas pelo Chico e pelo Marcos são excelentes , pois valorizam o desafio da velocidade ... buscariamos o maximo da performance dos carros na tomada o que seria muito interessante ... poderiamos colocar em teste em alguma prova para ver o que resulta essa mudança , seria legal... acho o formato da melhor volta isolada mais tranquilo , pois 3 voltas seguidas ja dá a sensação de melhor aproveitamento ,sendo assim , continuaríamos com um formato que privilegia a constância de voltas o que a gente jah vem praticando com sucesso ...

att

guga

Márcio Sanita disse...

LG, como sempre gastando seu tempo em prol do melhor. Parabéns ao nosso piloto, mecânico, fotógrafo, repórter e nas horas vagas (ou necessárias) editor de regulamentos!
Não sei se é pertinente eu opinar muito, mas deixo aqui mais uma simples opinião.
Porque no formato “até 24 pilotos” não usamos o mesmo padrão dos 12, ou seja, por pontuação.
Vejo problema quando um heat tivesse um número de pilotos diferente do outro (número impar). Neste caso o heat que tivesse o número ímpar de carros teria um desclassificado no final, ou seja, com pontuação daquele heat zerada.
O resultado da etapa seria a soma da pontuação dos heats, aí sim em caso de empate entraria a soma das voltas como 1º critério de desempate.
Desta forma, por pontuação, acredito ser mais justo.
Da forma proposta por você, na minha opinião, continuamos tendo dois critérios de avaliação.
Um abraço.
Márcio

Luiz Gustavo disse...

Márcio, o objetivo de usar a somatória de voltas é não eliminar ninguém. Se usarmos o critério de pontuação igual ao até 12 pilotos o hit com menos pilotos terá pontuação menor e os participantes serão prejudicados. Não vejo diferença de atribuirmos pontos ou utilizarmos a quantidade de voltas, a não ser que a quantidade de voltas, a meu ver, é mais justa e não deixa brechas para interpretações. Abraços e sua opinião é sempre requisitada e esperada.

guga disse...

galera ... no formato sem o uso de gandulas , onde nós que fazemos esse serviço , teriamos 2 baterias correndo normais ... cada uma com seus resultados ...não vejo a necessidade de pontuar por colocação de chegada nos heats e sim , para deixar bem justo , fazer a colocação do resultado overall ( todos contra todos ) após cada ciclo e ai sim pontuar as colocações de chegada .... na segunda bateria seguimos os mesmos moldes tendo após a somatória e desempates feitos , o resultado final do dia .... é o que jah fazemos galera ... e para o meu entendimento é a forma mais justa e simples ... na verdade , o numero de pilotos não importa muito nessa situação , pois sabemos que correndo em dois grupos separados , os resultados serão cruzados e temos o mesmo resultado final como se tivesse-mos todos na pista ao mesmo tempo ... galera como não temos gandulagem ,se não tiver 12 inscritos , acabaremos correndo em grupos separados do mesmo jeito , tendo em vista que nem todos levam mecanicos e ajudamos na gandulagem ... na verdade o formato de divisão de hits está baseado na presença ou não de gandulas/mecanicos , e não no numero de inscritos ... isso é uma realidade que está subentendida na regra ... e na atualidade , esse formato é muito conveniente para o grupo .... abração
guga

Luiz Gustavo disse...

A sugestão do Guga faz sentido e devemos analisa-la e inclusive alterar o regulamento para até 12 pilotos nos casos em que não tenhamos mecanicos e gandulas - o que é um problema crônico na categoria.
Vamos continuar discutindo e veremos no sábado qual a melhor forma e aprovamos com a presença de todos.

Anônimo disse...

Acho que o Marcio quis dizer o seguinte. Apurar por numero de voltas pode prejudicar ou beneficiar algumas baterias. Em baterias com pilotos mais experientes talvez o número de voltas tende a ser maior... Em baterias com pilotos menos experientes ocorrem mais acidentes e a probabilidade de dar menos voltas é maior. Assim, a sorte entra em jogo...
Acredito que uma bateria possa ser super disputada independente do número de voltas....
Imaginem também uma situação em que na bateria A varios carros não largam ou quebram e sobram 3 pilotos na pista apenas.... Estes 3 tendem a dar muitas voltas... O fator sorte entrou em campo!! Se na bateria B correrem direto 6 carros a tendencia é o pessoal da bateria B dar menos voltas.

Sugestão: Pontuação por baterias e somatória dos pontos para ver a colocação geral ao final das baterias.

1a bateria - Hit A e Hit B
1o colocado - vencedor do hit A ou do hit B (quem tiver a volta mais rápida dos dois)- 12 pontos (de acordo com a qtdade pilotos)
2o colocado - vencedor do hit A ou do hit B ( quem tiver a volta mais lenta dos dois) - 11 pontos
3o colocado - vice do hit A ou do Hit B ( quem tiver a volta mais rapida dos dois) - 10 pontos
4o colocado -vice do hit A ou do Hit B ( quem tiver a volta mais lenta dos dois) - 9 pontos
5o colocado - terceiro do hit A ou do Hit B ( quem tiver a melhor volta)
....
E assim até o último colocado

Depois a Bateria 2 novamente com Hit A e Hit B
Fazemos a colocação e pontuação nos mesmos moldes acima.

Para ver a posição geral do dia:

Piloto fulano na primeira bateria fez 10 pontos, na segunda bateria fez 8 pontos: ficou com 18 ptos

Piloto ciclano na primeira bateria fez 9 pontos , na segunda bateria fez 8 pontos: ficou com 17

A soma vai gerar a classificação geral e em caso de empate podemos usar criterio de volta mais rapida...

Luiz Gustavo disse...

Já tinha proposto acima e acho que pode reduzir o fator sorte ou de quem vai correr com os mais fortes:
- as primeiras baterias seriam montadas/divididas de acordo com as classificações na tomada de tempo, como é feito hj.
- as segundas baterias seriam montadas/divididas por sorteio entre todos os pilotos dos grupos.
- a ordem de largada das segundas baterias seria obedecida a posição de cada um dos sorteados na sua bateria anterior. Em caso de empate seria utilizado os critérios de desempate.
Com esta forma seria quase como correr todos contra todos. Na forma como consta no regulamento quem correr no grupo A estará teoricamente correndo com os mais fortes.

A proposta acima também é interessante. Sábado, além da corrida, teremos muita coisa para discutir.